O ADORÁVEL

- I -

Sou aquele que adivinha:
o Adorável, o Lúcido, o Irmão.

Sou aquele que penetra a intimidade dos seres
porque adivinhou-lhes, no silencioso clamor de suas entranhas,
o desejo de serem violados.

- II -

Sou aquele que ama:
mas que ama surpreendendo e ama violentando,
sem dar redomas à pessoa amada.
Sou aquele que ama:
mas ama convertendo
o outro em Outro, sem assaltos
à sua fortaleza antes que suas portas
se abram.
E sem pedidos e clamores
deixa que se abram
p'ra serem fechadas por um selo astral.

Autor: 
Ângelo Monteiro
Livro: 
Didática da Esfinge

Comentários

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.