HINOS DA DESCOBERTA: HINO VIII

A vida me vingará.
A vida me vingará.
A vida me vingará.
Ó tu que foges dos passos
Ó tu que foges dos rastros
A vida me vingará.

A vida detém meu leme
A vida é flor que me treme
A vida é o carinho estreme
Que não se pede: se dá.
E a morte é doce ressábio
Que ao percorrer todo lábio
O beijo resgatará.

Ressurreto beijo altivo
Que transpassando o que é vivo
Sempre à morte ensinará:
No colo dos diamantes
Na luz sem fim dos infantes
E em tudo que passará
Restai-me, ó vida brilhante,
Pérola mágica do instante
Que de amor me vingará.

Autor: 
Ângelo Monteiro
Livro: 
O Exílio de Babel

Comentários

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.